Até 2014, Brasil…

Um dia antes do fatídico jogo, muito perto do precipício...

Começo pedindo desculpas por não ter atualizado o Blog nesses dias, estava em trânsito para o Brasil e, depois que cheguei, dando atenção à família.

Para quem não sabe, decidi voltar para casa antes mesmo do jogo da seleção contra a Holanda. Na verdade, decidi logo após o jogo contra o Chile. Não, eu não achava que ia acontecer o que aconteceu, muito pelo contrário, achava que passávamos, e fácil, pela Holanda. Mais ou menos como foi o primeiro tempo do jogo.

Mas a saudade da família falou mais alto e eu, apesar de ser um fanático por futebol, decidi partir no vôo de volta originalmente agendado na compra das passagens, dia 02, às 18hs.

Vi o jogo na TV da sala VIP, acompanhado de brasileiros, holandeses, angolanos e, é óbvio, sul-africanos. Todos contra o Brasil, menos nós brasileiros, claro.

Após a virada da Holanda tivemos que seguir para o avião, os sul-africanos não estavam nem aí, o avião ia sair na hora. Daí pra frente acompanhei via Twitter, sofrendo.

Não é bom explicar derrotas, fica sempre parecendo que se quer justificar algo injustificável. E na maioria das vezes isso é a pura verdade. Então eu não vou explicar, vou apenas relatar o que vi ontem em Holanda 2 x 0 Brasil (até onde deu).

Vi um juiz (do Japão) sem nenhuma condição de apitar um jogo desse porte. Deve ter aprendido futebol na enciclopédia Barsa, ou coisa parecida. Cito a arbitragem por que ela teve impacto no psicológico do time e, porque não dizer, no jogo pois deixou de marcar um pênalti claríssimo em Maicon quando ainda estava 1 x 0 para o Brasil.

Vi o Brasil apanhar muito da Holanda. Muita pancada mesmo, e esse juiz que é um “bolha”, ficava olhando… não que só tenha santo no nosso time mas os holandeses bateram como nunca, impressionante.

Vi o Brasil jogar um primeiro tempo impecável. Além do gol espetacular, num lido passe de Felipe Melo para Robinho, tivemos outras chances. Teve um chute de fora da área de Kaká no ângulo, onde o goleiro fez uma defesa espetacular. Teve, também, uma outra bola que Kaká dominou na entrada da área e bateu por cima, passando muito perto da trave. Tivemos outros bons ataques, foi um primeiro tempo que não decepcionou ninguém.

Na verdade o Brasil jogava como eu esperava, marcando bem os principais jogadores da Holanda, Robben e Sneijder, e atacando com consistência. Do lado da Holanda estranhei o comportamento do time Holandês, batendo muito, mas muito mesmo, e simulando faltas o tempo todo, impressionante como Robben se jogava no chão de forma acrobática em todas as bolas, todas! Deu certo, o juiz entrou na deles e passou a marcar faltas inexistentes, a inverter faltas e, principalmente trabalhar com 2 pesos e 2 medidas. Um brasileiro fazia uma falta mais dura, amarelo, um holandês fazia o mesmo, nada. Isso contribuiu muito para o nervosismo da Seleção Brasileira, assim como contribuiu o nervosismo excessivo de Dunga fora de campo. Ele esmurrou o gramado, o bando de reservas, sempre com aquela cara de Rambo enfurecido.

Ao terminar o primeiro tempo ninguém imaginava o que estava por acontecer. A Holanda voltaria com mais disposição ainda para o jogo violento mas, também, uma aplicação tática que começou a fazer o jogo mudar. O jogo, que estava nas mãos do Brasil, começou a entrar no horizonte da Holanda.

Mas, sinceramente, até o gol de empate numa falha absurda do melhor goleiro do mundo (falha reconhecida por ele, por sinal), eu achava que o jogo estava mais para o Brasil fazer o segundo gol do que a Holanda empatar.

Foi estranho, mas a reação da seleção foi a pior possível. Confesso que sempre achei que o melhor dessa seleção era o preparo psicológico do time. Jogadores experientes e acostumados a vencer. Campanhas vitoriosas na Copa América, Copa das Confederações e Eliminatórias. A maioria deles joga na europa, conhecem o futebol de Sneijder, Robben e Van Bommel de perto. Receberam o gol de empate tão mal que fez a Holanda acreditar no empate. A Seleção Brasileira não mais dominava o jogo, não conseguia criar tantas chances e aos poucos o quadro mudou.

Mas aí veio a falha que ninguém esperava. A melhor defesa do mundo falhou pela segunda vez. Falta no lado direito da área do Brasil. Um jogador holandês se postou na primeira trave (na linguagem futebolística, “primeiro pau”), e quem foi lá marcar esse jogador? Luis Fabiano. Tinha que ser alguém mais alto, um marcador, um Gilberto Silva, por exemplo. E já que era o Luis Fabiano, ele não podia fechar os olhos e abaixar a cabeça como fez. Ao contrário, tinha que ter pulado com o peito em cima do cara!

Nesse momento, a Seleção que já tinha reagido mal ao primeiro gol holandês, reagiu ainda pior, caiu ainda mais de rendimento e para fechar o caixão, Felipe Melo fez uma das dele, pisou em Robben e foi expulso.

Com 10 em campo o Brasil não teve forças para reagir. Faltou banco? Claro que numa hora dessas a gente especula tudo, podiam estar ali Ronaldinho Gaúcho, Ganso, Neymar, e lembra da convocação de Dunga, onde poderíamos ter, ao invés do excesso de volantes, algumas opções mais ofensivas. Fez falta um jogador que desse esperança de mudança para melhor.

Eu diria que faltou Elano. Jogador importíssimo no esquema da Seleção Brasileira e, esse sim, já experimentado no time e no grupo. A gente sabe o que ele pode render. E como rende o futebol do Elano! É o cara que dá uma dinâmica fantástica ao time e, além de tudo, é ele que faz o Maicon jogar. Note que sem Elano em campo, Maicon não teve as mesmas atuações de sempre.

E já que estamos falando do que podia fazer a diferença, por que não falar sobre Michel Bastos? Esse eu nunca engoli. E foi tão mal no jogo contra a Holanda que não só levou um baile de Robben, como logo ficou “pendurado” com um cartão amarelo, correndo risco de ser expulso. Dunga foi lento na substituição e na minha opinião mexeu mal. Eu teria colocado o Daniel Alves na lateral esquerda, entrado com Nilmar e colocando Robinho na armação. Tirar Luis Fabiano é uma chance a menos de ter gols. Ele pode ir mal no jogo, mas na primeira bobeada do adversário, coloca pra dentro, haja visto o jogo contra o Chile. Pois Dunga atuou mal também, influenciou o time com seu nervosismo excessivo e mexeu mal no time.

Não era dia do Brasil. Voltamos para casa mais cedo, como em outras vezes, que sirva de lição para 2014.

Aliás… eu que não quero ser o técnico de 2014….

Anúncios

3 Responses to Até 2014, Brasil…

  1. Marcus Boeira disse:

    Concordo com vc quanto ao juiz e o jogo de catimba dos holandeses…não achava que eles tinham jogo pra nada, mas fomos nós os culpados pois como vc bem colocou estavamos psicologicamente abalados…por nada, devo acrescentar, já que mantendo nosso toque de bola do primeiro tempo teríamos conseguido evitar muitas agruras no segundo. Jogamos como amadores sem garra no segundo tempo e time assim não merece ganhar nada. A Alemanha foi outra história que espelha essa copa com jogos medíocres…não acho que sejam tudo isso que a imprensa internacional fala por aqui…não vi nada de especial, a não ser aquela correria insana. Enfim, dessa copa não levarei nada, isso pq cairá no esquecimento mais rápido que vencedor de BBB. Restaram as lembranças de seus comentários sobre o evento e a torcida…coisa que no fundo me dá uma inveja danada de não ter estado lá pra animar essa festa. Valeu por tudo, Marcus Boeira.

  2. Alex Mendes disse:

    Antes de tudo, quero parabenizá-lo pela excelente cobertura do mundial, suas matérias pelo Blog nos deixou inteirado de tudo que acontecia na África do Sul. Adorei seus post’s! Com relação a Seleção e o rumo que tomou o jogo desastroso contra os Holandeses, só tenho a lamentar, como os outros 190 milhões de torcedores. Pena que você desde já descarta a possibilidade de ser técnico, na minha opinião seria um ótimo treinador. Que venha 2014 e que o Brasil possa fazer bonito, tanto como Seleção (na disputa do título), quanto anfitrião do evento.

  3. Luzia Sônia disse:

    Foi muito bom ler suas “reportagens” durante a Copa e ver belos vídeos e fotos. Valeu Fabiano!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: